Semana Nacional de Trânsito em 2018

Iniciativa é realizada desde 1997 e promove campanhas educativas para conscientizar a população sobre o papel de cada um na redução de acidentes

Trânsito

Um dos impactos positivos da Lei Seca, em vigor no Brasil há 10 anos, é a redução de 2,4% do número de mortes por acidentes de trânsito no país. Os estados que registraram quedas mais significativas foram São Paulo (25,4%), Espírito Santo (21,8%), Santa Catarina (19%), Distrito Federal (17,5%) e Paraná (15,9%). Em contrapartida, houve aumento da mortalidade no Pará (39,4%), Maranhão (39%), Piauí (37,2%), Bahia (36,8%) e Tocantins (26,5%).

Além de tornar a legislação mais rígida – como na alteração da Lei Seca em 2012, que aumentou a multa para condutores flagrados dirigindo alcoolizados -, as campanhas educativas são mais uma alternativa no intuito de conscientizar motoristas e demais usuários da via, e diminuir o número de sinistros. Continuar lendo

Anúncios

Longe da meta de Segurança Viária

Brasil precisa alcançar meta da Década Mundial de Ações para a Segurança Viária, de acordo com a ONSV, a formação dos condutores é fundamental para mudar a realidade brasileira

Segurança Viária

Inciativa da ONU pretende reduzir em 5 milhões os números de mortes no trânsito em todo o mundo até 2020

O período de 2011 a 2020 foi definido pela Organização das Nações Unidas (ONU) como a Década Mundial de Ações para a Segurança Viária, com o objetivo de reduzir em 5 milhões o número de mortes no trânsito – o que representa 50% da projeção do número de óbitos causados por sinistros no mundo para 2020. A Perkons entrou em contato com a Organização Nacional da Segurança Viária (ONSV) para saber como está o Brasil no cumprimento da meta.

Dados oficiais apontam que em 2015 houve uma diminuição no número de mortes no trânsito de aproximadamente 12% em relação a 2014. Apesar do dado otimista, o país ainda tem bastante trabalho pela frente para garantir a continuidade da redução nos próximos anos e conseguir cumprir a meta da década, que já está no seu último triênio. Continuar lendo

Em 10 anos mais de 160 empreendimentos sem garagem

Região central da cidade de São Paulo, concentra 39% das unidades lançadas nos últimos cinco anos; Aclimação, Vila Mariana, Vila Madalena e Moema possuem o preço de m² mais elevado

zap

Nos últimos anos, o uso do carro sofreu grandes questionamentos e muitos moradores dos grandes centros abriram mão de seus veículos para optar por transportes alternativos, como ônibus, trem, metrô e os aplicativos de mobilidade. Essa mudança de comportamento se refletiu no mercado de imóveis e isso foi destacado em uma pesquisa inédita realizada pelo ZAP Imóveis, empresa do Grupo ZAP, que analisou o lançamento e a presença de imóveis sem garagem na cidade de São Paulo. A principal análise mostra que nos último 10 anos, 166 empreendimentos foram lançados, totalizando mais de 21 mil apartamentos. Continuar lendo

Universidade recebe evento de mobilidade urbana

A programação na Universidade Cruzeiro do Sul e Unicid é aberta para alunos e para a comunidade. As próximas palestras acontecem nos dias 11 e 20 de setembro

mobilidade urbana

A Universidade Cidade de São Paulo (Unicid) e a Universidade Cruzeiro do Sul recebem, nos meses de agosto e setembro, o MobiCidades 4.0. O objetivo do evento, organizado pelo Instituto Mobih, é discutir a implementação de novas tecnologias para melhorar a agilidade e a integração dos transportes utilizados pelos cidadãos, além de transformar a conectividade das relações humanas.

As próximas edições do evento estão marcadas para dia 11 e 20 de setembro nos campi São Miguel e Liberdade da Universidade Cruzeiro do Sul. No dia 14 de agosto, foi realizada a primeira edição no campus Tatuapé da Unicid. Continuar lendo

Mudanças na lei de ISSQN em São Paulo

As consequências para os proprietários de espaços coletivos de prestação de serviços na cidade de São Paulo / Por Beatriz Dainese, da Giugliani Advogados

Beatriz

Beatriz Dainese, da Giugliani Advogados

O ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) é um imposto devido pelas empresas que exercem atividade de prestação de serviços. A cobrança do referido tributo é de competência dos municípios, estando prevista no artigo 156, inciso III da Constituição Federal. No município de São Paulo, a cobrança de ISSQN vinha sendo regulada pela Lei complementar n.º 116/03. Entretanto, no ano de 2017, o atual prefeito da cidade de São Paulo, João Dória, assinou a Lei n.º 16.657/17, a qual previa mudanças pontuais na legislação anterior e até então vigente e, tendo por escopo, evitar a evasão tributária, de forma a assegurar a arrecadação do tributo pela cidade competente. Continuar lendo

Instrumentos para financiamento das cidades

Encontro debate os instrumentos de financiamento do desenvolvimento das cidades globais brasileiras serão discutidos em encontro no dia 28 de maio, às 14h, na Sala Alfredo Bosi do IEA

cidade

As exposições serão feitas por quatro professores que se dedicam a questões relacionadas com os sistemas urbanos: Paulo Sandroni, Miguel Bucalem, Nabil Bonduki e Carlos Leite.

O seminário Instrumentos de Financiamento da Cidade é uma iniciativa do Programa USP Cidades Globais. Para participar presencialmente é preciso efetuar inscrição via formulário online. Quem não puder comparecer poderá acompanhar a transmissão ao vivo do evento pela internet, sem necessidade de inscrição.
>>>Leia+Mais